Fechar [x]

Últimas Notícias
« | »

Atualizado em 18/05/2012 às 13:19:09


Facebook começa a vender ações, deve levantar R$ 32 bi no 1º dia e passa a valer mais de R$ 200 bilhões

Texto: A- A+ Imprimir

» Criador do Facebook, Mark Zuckerberg, deu início aos negócios da longe. Ele preferiu não ir até Nova York e fez a abertura simbólica da Califórnia

O Facebook começou às 10h30 desta sexta-feira (18) a vender ações na bolsa eletrônica Nasdaq, nos Estados Unidos, e deve levantar, ao fim do dia, R$ 32 bilhões (US$ 16 bilhões) com a negociação dos papéis. Com isso, a empresa criada por Mark Zuckerberg passará a valer R$ 208,6 bilhões (US$ 104 bilhões).

O preço de cada papel da rede criada por Zuckerberg foi definido na última quinta-feira (17) em R$ 76 (US$ 38) para a oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês). Os papéis passarão a ser negociados efetivamente a partir de 11h no horário americano, meio-dia no Brasil, e a expectativa é de que o valor da ação aumente.

A venda das ações do Facebook começou pelas mãos do próprio Zuckerberg, que tocou o sino que marca o início dos negócios na Bolsa Nasdaq às 10h15 (horário de Brasília), 9h15 nos Estados Unidos. O criador do Facebook não foi a Nova York, na costa leste americana, e fez o gesto simbólico a distância, em Menlo Park, na Califórnia, na costa oeste dos EUA.

O montante que o Facebook deverá juntar com a abertura de capital será a segunda maior da história dos Estados Unidos. Em 2008, a Visa entrou na bolsa e levantou R$ 35,8 bilhões (US$ 17,86 bilhões).

Brasileiro pode comprar?

A compra do lote inicial de ações da rede social mais popular deve atrair milhares de investidores de todo o mundo e está restrita a pessoas que morem nos Estados Unidos e que tenham uma conta bancária ativa no país, o que reduz as chances de muitos brasileiros interessados na oferta.

Ao todo, 484,4 milhões de ações estarão à venda nesta sexta-feira e grande parte dos papéis deve ser arrematada pelos próprios funcionários da empresa.

Os executivos da rede social criada pelo bilionário Mark Zuckerberg estipulou, num primeiro momento, que os papéis custariam entre R$ 56 e R$ 70 (equivalente a US$ 28 e US$ 35).

Nesse caso, o valor de mercado da empresa iria variar entre R$ 140 bilhões e R$ 175 bilhões (equivalente a US$ 70 bi e US$ 87,5 bi), mostram documentos da bolsa.
No entanto, a sinalização de procura dos investidores pelas ações da rede social foi tamanha que os executivos do Facebook resolveram ampliar esse valor para os atuais US$ 38 (R$ 76).

Com esse aporte, o valor de mercado do Facebook deverá chegar aos R$ 208,6 bilhões (US$ 104 bilhões) — o maior valor da história para uma empresa americana na entrada na Bolsa.

Entenda a rede

O Facebook se tornou um dos mais populares destinos na internet, desafiando empresas estabelecidas como Google e Yahoo! na disputa pelo tempo dos usuários e verbas dos anunciantes.

Com valor de mercado estimado de US$ 104 bilhões, depois do preço da ação ser fixado em US$ 38 (R$ 76), a empresa criada por Zuckerberg em um quarto de alojamento da Universidade de Harvard valeria duas vezes mais que a HP (Hewlett-Packard).

R7

Curta nossa página no Facebook






 

Comente com Facebook

 

Comentários (0)

 

Postagem em questão: “Facebook começa a vender ações, deve levantar R$ 32 bi no 1º dia e passa a valer mais de R$ 200 bilhões”

 

  1. Ainda não temos comentários nesta matéria, seja você o primeiro!

Enviar Comentário
Nome (obrigatório)
E-Mail (não será publicado) (obrigatório)
Cidade (obrigatório)
Visual CAPTCHA  
Digite as letras acima

Termos e condições de uso - Comentários

  1. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.
  2. Nos casos do usuário ser menor de idade, este deverá obter permissão de seus pais ou responsáveis legais para aderir a este Termo de Uso.
  3. Os autores dos comentários não devem publicar material protegido por direitos autorais nem publicar fotos ou textos sem autorização do autor ou de seu representante. Não devem também publicar fotos sem autorização dos fotografados e não devem distribuir arquivos de som sem autorização de pessoas ou empresas responsáveis.
  4. O portal Cornélio Notícias não se responsabiliza pelo conteúdo de nenhum comentário, o qual não é revisado. Todavia, havendo necessidade, o portal Cornélio Notícias reserva-se o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site.
  5. Os textos, fotografia, imagens, logomarcas e sons presentes nas páginas do portal Cornélio Notícias se encontram protegidos por direitos autorais ou outros direitos de propriedade intelectual, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização do portal Cornélio Notícias. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos.
  6. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa do portal Cornélio Notícias de, a seu exclusivo critério e independentemente de qualquer notificação prévia, restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento, de direitos de terceiros ou às normas morais, aos bons costumes e à legislação vigente.
  7. No caso de utilização indevida das informações constantes nas páginas do portal Cornélio Notícias ou dos comentários, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.
  8. Se por mais de uma vez forem descumpridas quaisquer das regras expostas ou for verificado o exercício de ilegalidades, o comentário será excluído do portal Cornélio Notícias.
  9. A qualquer tempo e de maneira unilateral, o portal Cornélio Notícias poderá cancelar o Sistema de Comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
  10. Os comentários não devem conter em seu conteúdo os seguintes itens:
    • banners publicitários;
    • sites que façam vendas online;
    • material pornográfico, grosseiro, racista ou ofensivo;
    • informação sobre atividades ilegais e incitação ao crime;
    • material pornográfico ou atividades ilegais incluindo menores de 18 anos (segundo o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente);
    • material calunioso;
    • afirmações injuriosas ou difamatórias;
    • propaganda política para candidatos, partidos ou coligações, bem como propaganda a respeito de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados ou protegidos por senhas;
    • programas e arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de qualquer usuário que venha a acessar o portal Cornélio Notícias;
    • informação relativa à pirataria de software;
    • oferecer qualquer tipo de produto para venda, procurar anunciantes e patrocinadores e colocar banners de qualquer tipo;
    • utilizar-se do serviço, desvirtuando sua finalidade, com o intuito de cometer qualquer atividade ilícita;
    • participar em atividades de concursos, pirâmides, correntes, lixo eletrônico, spam ou quaisquer mensagens periódicas ou não-solicitadas (comerciais ou não) ou abusivas;
    • difamar, ofender, perturbar a tranqüilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros;
    • publicar, postar, carregar, distribuir ou divulgar quaisquer tópicos, nomes, materiais ou informações que incentivem a discriminação, ódio ou violência com relação a uma pessoa ou a um grupo devido à sua raça, religião ou nacionalidade.
 
 
O Cornélio Notícias não se responsabiliza pelo conteúdo das páginas de seus parceiros, anunciantes e comentários postados por usuários
Este site utiliza recursos que requerem browsers mais modernos para um melhor desempenho.
Copyright ® 2004-2014 Cornélio Notícias
Faça do CN sua home page Privacidade
Powered by AbusarWEB