Fechar [x]

Últimas Notícias
« | »

Atualizado em 22/11/2012 às 14:07:25


Plantas medicinais que combatem o diabetes

Texto: A- A+ Imprimir

» Ervas popularmente receitadas para o combate ao diabetes estão prestes a ter sua eficácia comprovada pela ciência.

Uma pesquisa do Laboratório de Análises Químicas do Museu Paraense Emílio Goeldi mediu os teores de flavonoides das quatro espécies de plantas medicinais mais ofertadas aos frequentadores do mercado Ver-o-Peso, em Belém (PA).

O estudo verificou que, pelo menos em uma delas, os níveis de flavonoides superam os encontrados no chá preto, e estão entre os maiores já encontrados.

Flavonoides

Os flavonoides podem preservar a função das células que produzem a insulina, hormônio que controla a taxa de açúcar no sangue.

Esses compostos são encontrados em frutas, vegetais e bebidas como o vinho e o chá

“Como já se sabe, [os flavonoides] apresentam alta capacidade antioxidante e atuam como ‘varredores’ de radicais livres”, explica a professora Cristine Amarante, que orientou o trabalho realizado por Fábio Bruno de Souza.

Os radicais livres - átomos e moléculas originados como subprodutos do metabolismo – têm funções importantes para o organismo, mas também estão associados ao envelhecimento e a doenças como câncer.

Conhecimentos tradicionais e científicos

A pesquisadora avalia que há uma aproximação real entre os conhecimentos tradicionais e científicos, e um interesse comercial crescente pelas riquezas naturais amazônicas.

“O difícil acesso aos centros de atendimento hospitalares, exames e medicamentos pela população carente, associados com a fácil obtenção e a grande tradição do uso dessas plantas, contribuem para sua utilização, principalmente na região amazônica, onde as condições sociais são precárias para grande parte da população”, acrescenta.

A pesquisa constatou algumas diferenças entre as recomendações das erveiras (vendedoras de ervas) para o preparo dos chás, tanto no método – infusão ou decocção – como no tempo.

“Os testes comprovaram nossa hipótese, de que essas ervas contêm apreciáveis teores de flavonoides, sendo, portanto, boas fontes da substância. Mais do que isso: a que é conhecida como insulina – justamente por esse uso – mostrou teores acima até do chá preto, que é uma bebida conhecida por apresentar uma das maiores concentrações desses compostos. Para essa erva, o tempo de aquecimento por 15 minutos foi o modo de preparo que mais liberou flavonoides.

“As outras, embora tenham apresentado teores de flavonoides inferiores aos da insulina, mostraram valores comparáveis aos encontrados no vinho tinto. Porém, para estas o tempo de aquecimento acima de 10 minutos causa uma redução do teor. Agora vamos repetir a amostragem. Para ir mais fundo, dependemos da aquisição de equipamentos de ponta, que permitam identificar os flavonoides presentes. Entramos com projetos em alguns editais para isso,” explicou a pesquisadora.

Próximos passos

O próximo passo será tentar identificar os flavonoides presentes, priorizando a planta conhecida como “insulina vegetal” (Cissus sicyoides) – a espécie que apresentou o melhor resultado e que é conhecida por esse nome em função do uso antidiabético.

Os pesquisadores estão estudando ainda as plantas pata-de-vaca (Bauhinia variegata), mira aruíra (Salacia impressifolia) e pedra de ume caa (Myrcia sphaerocarpa).

PE SAUDE

Curta nossa página no Facebook






 

Comente com Facebook

 

Comentários (0)

 

Postagem em questão: “Plantas medicinais que combatem o diabetes”

 

  1. Ainda não temos comentários nesta matéria, seja você o primeiro!

Enviar Comentário
Nome (obrigatório)
E-Mail (não será publicado) (obrigatório)
Cidade (obrigatório)
Visual CAPTCHA  
Digite as letras acima

Termos e condições de uso - Comentários

  1. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.
  2. Nos casos do usuário ser menor de idade, este deverá obter permissão de seus pais ou responsáveis legais para aderir a este Termo de Uso.
  3. Os autores dos comentários não devem publicar material protegido por direitos autorais nem publicar fotos ou textos sem autorização do autor ou de seu representante. Não devem também publicar fotos sem autorização dos fotografados e não devem distribuir arquivos de som sem autorização de pessoas ou empresas responsáveis.
  4. O portal Cornélio Notícias não se responsabiliza pelo conteúdo de nenhum comentário, o qual não é revisado. Todavia, havendo necessidade, o portal Cornélio Notícias reserva-se o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site.
  5. Os textos, fotografia, imagens, logomarcas e sons presentes nas páginas do portal Cornélio Notícias se encontram protegidos por direitos autorais ou outros direitos de propriedade intelectual, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização do portal Cornélio Notícias. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos.
  6. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa do portal Cornélio Notícias de, a seu exclusivo critério e independentemente de qualquer notificação prévia, restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento, de direitos de terceiros ou às normas morais, aos bons costumes e à legislação vigente.
  7. No caso de utilização indevida das informações constantes nas páginas do portal Cornélio Notícias ou dos comentários, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.
  8. Se por mais de uma vez forem descumpridas quaisquer das regras expostas ou for verificado o exercício de ilegalidades, o comentário será excluído do portal Cornélio Notícias.
  9. A qualquer tempo e de maneira unilateral, o portal Cornélio Notícias poderá cancelar o Sistema de Comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
  10. Os comentários não devem conter em seu conteúdo os seguintes itens:
    • banners publicitários;
    • sites que façam vendas online;
    • material pornográfico, grosseiro, racista ou ofensivo;
    • informação sobre atividades ilegais e incitação ao crime;
    • material pornográfico ou atividades ilegais incluindo menores de 18 anos (segundo o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente);
    • material calunioso;
    • afirmações injuriosas ou difamatórias;
    • propaganda política para candidatos, partidos ou coligações, bem como propaganda a respeito de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados ou protegidos por senhas;
    • programas e arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de qualquer usuário que venha a acessar o portal Cornélio Notícias;
    • informação relativa à pirataria de software;
    • oferecer qualquer tipo de produto para venda, procurar anunciantes e patrocinadores e colocar banners de qualquer tipo;
    • utilizar-se do serviço, desvirtuando sua finalidade, com o intuito de cometer qualquer atividade ilícita;
    • participar em atividades de concursos, pirâmides, correntes, lixo eletrônico, spam ou quaisquer mensagens periódicas ou não-solicitadas (comerciais ou não) ou abusivas;
    • difamar, ofender, perturbar a tranqüilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros;
    • publicar, postar, carregar, distribuir ou divulgar quaisquer tópicos, nomes, materiais ou informações que incentivem a discriminação, ódio ou violência com relação a uma pessoa ou a um grupo devido à sua raça, religião ou nacionalidade.
 
 
O Cornélio Notícias não se responsabiliza pelo conteúdo das páginas de seus parceiros, anunciantes e comentários postados por usuários
Este site utiliza recursos que requerem browsers mais modernos para um melhor desempenho.
Copyright ® 2004-2014 Cornélio Notícias
Faça do CN sua home page Privacidade
Powered by AbusarWEB