Fechar [x]

Últimas Notícias
« | »

Atualizado em 28/04/2012 às 09:26:52


Richa diz que foi mal interpretado em declaração sobre a PM

Texto: A- A+ Imprimir

O governador do Paraná, Beto Richa, afirmou, na tarde desta sexta-feira (27), que foi mal interpretado quanto à declaração sobre a exigência de curso superior para o ingresso na Polícia Militar. Em uma entrevista à rádio CBN, na quinta-feira (26), Richa disse que policiais com curso superior seriam mais insubordinados à corporação.

Nesta tarde, o governador minimizou a polêmica da declaração, e disse que o objetivo de não exigir o diploma é evitar o estímulo ao preconceito. "Se não é exigido nem de um presidente da República um diploma de curso superior, não vamos fazer o mesmo com quem quer entrar na Polícia Militar e tem apenas o ensino médio".

Richa ainda afirmou que pretende estimular os policiais dentro da corporação para obterem diploma de Bacharel em Segurança Pública, em um curso na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais.

Polêmica

A declaração foi dada em resposta às associações que representam os policiais militares, que queriam que o governo passasse a exigir diploma dos que entram na corporação. (Ouça a declaração dada à rádio CBN).

Versão dos policiais

O presidente da Associação de Defesa dos Direitos dos Policiais Militares (Amai), coronel Eliseu Furquim, afirmou que a declaração de Richa repercutiu mal para boa parte da categoria. “Acho que ele (Richa) foi infantil. Não é possível que o governador deseje que a Polícia Militar do Paraná não progrida”, afirmou. “Posso afirmar que boa parte da Polícia Militar não concorda com a declaração de Richa. Os que apoiam essa postura são os que ainda têm medo de progredir e têm medo do desconhecido”, completou o presidente da Amai.

Furquim afirmou que a Amai vai pedir o apoio dos deputados estaduais na próxima semana - tanto da oposição quanto da situação – para que haja repúdio formal da declaração de Richa.

Uma audiência pública para discutir a implantação da Emenda 29 ocorrerá na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) na manhã de quarta-feira (2). “Vamos à Alep na quarta e pediremos o apoio dos deputados contra a declaração de Richa”, afirmou o coronel.

A Emenda 29 foi aprovada pelos deputados estaduais em 2010 – ainda no governo de Orlando Pessuti – e prevê que os policiais militares e bombeiros concursados tenham formação superior prévia e também que seja feita a reposição de perdas salariais.

O senador e ex-governador Roberto Requião criticou a declaração de Richa por meio do microblog Twitter. “A declaração de Richa sobre a escolaridade dos PMs mostra com toda clareza sua visão da sociedade e seus objetivos no governo. Pobre Paraná”, afirmou Requião.

BONDE

Curta nossa página no Facebook






 

Comente com Facebook

 

Comentários (0)

 

Postagem em questão: “Richa diz que foi mal interpretado em declaração sobre a PM”

 

  1. Ainda não temos comentários nesta matéria, seja você o primeiro!

Enviar Comentário
Nome (obrigatório)
E-Mail (não será publicado) (obrigatório)
Cidade (obrigatório)
Visual CAPTCHA  
Digite as letras acima

Termos e condições de uso - Comentários

  1. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.
  2. Nos casos do usuário ser menor de idade, este deverá obter permissão de seus pais ou responsáveis legais para aderir a este Termo de Uso.
  3. Os autores dos comentários não devem publicar material protegido por direitos autorais nem publicar fotos ou textos sem autorização do autor ou de seu representante. Não devem também publicar fotos sem autorização dos fotografados e não devem distribuir arquivos de som sem autorização de pessoas ou empresas responsáveis.
  4. O portal Cornélio Notícias não se responsabiliza pelo conteúdo de nenhum comentário, o qual não é revisado. Todavia, havendo necessidade, o portal Cornélio Notícias reserva-se o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site.
  5. Os textos, fotografia, imagens, logomarcas e sons presentes nas páginas do portal Cornélio Notícias se encontram protegidos por direitos autorais ou outros direitos de propriedade intelectual, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização do portal Cornélio Notícias. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos.
  6. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa do portal Cornélio Notícias de, a seu exclusivo critério e independentemente de qualquer notificação prévia, restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento, de direitos de terceiros ou às normas morais, aos bons costumes e à legislação vigente.
  7. No caso de utilização indevida das informações constantes nas páginas do portal Cornélio Notícias ou dos comentários, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.
  8. Se por mais de uma vez forem descumpridas quaisquer das regras expostas ou for verificado o exercício de ilegalidades, o comentário será excluído do portal Cornélio Notícias.
  9. A qualquer tempo e de maneira unilateral, o portal Cornélio Notícias poderá cancelar o Sistema de Comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
  10. Os comentários não devem conter em seu conteúdo os seguintes itens:
    • banners publicitários;
    • sites que façam vendas online;
    • material pornográfico, grosseiro, racista ou ofensivo;
    • informação sobre atividades ilegais e incitação ao crime;
    • material pornográfico ou atividades ilegais incluindo menores de 18 anos (segundo o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente);
    • material calunioso;
    • afirmações injuriosas ou difamatórias;
    • propaganda política para candidatos, partidos ou coligações, bem como propaganda a respeito de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados ou protegidos por senhas;
    • programas e arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de qualquer usuário que venha a acessar o portal Cornélio Notícias;
    • informação relativa à pirataria de software;
    • oferecer qualquer tipo de produto para venda, procurar anunciantes e patrocinadores e colocar banners de qualquer tipo;
    • utilizar-se do serviço, desvirtuando sua finalidade, com o intuito de cometer qualquer atividade ilícita;
    • participar em atividades de concursos, pirâmides, correntes, lixo eletrônico, spam ou quaisquer mensagens periódicas ou não-solicitadas (comerciais ou não) ou abusivas;
    • difamar, ofender, perturbar a tranqüilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros;
    • publicar, postar, carregar, distribuir ou divulgar quaisquer tópicos, nomes, materiais ou informações que incentivem a discriminação, ódio ou violência com relação a uma pessoa ou a um grupo devido à sua raça, religião ou nacionalidade.
 
 
O Cornélio Notícias não se responsabiliza pelo conteúdo das páginas de seus parceiros, anunciantes e comentários postados por usuários
Este site utiliza recursos que requerem browsers mais modernos para um melhor desempenho.
Copyright ® 2004-2014 Cornélio Notícias
Faça do CN sua home page Privacidade
Powered by AbusarWEB